Grafoscopia - o que é ?

Data: 14/11/2016 | Fonte: Nero Perícias

Grafoscopia, grafística, grafotecnia, ou grafotécnica, é uma parte da documentoscopia, a qual é responsável pelo estudo do grafismo (ou escrita). Ela é responsável pela verificação da autenticidade de um documento, assinatura, ou texto manuscrito, assim como a autoria gráfica através de um estudos profundo das características expressas no papel por cada um.

Portanto, grafoscopia é o exame que permite o reconhecimento de um determinada grafia através da comparação detalhada da letra.

Quanto à grafotécnica, ela refere-se ao conjunto de todos os recursos técnicos usados para o estudo da escrita. Isso requer um elevado conhecimento técnico e científico, cada vez maior, até porque a qualidade das fraudes tem melhorado de dia para dia.

São requeridas diariamente perícias grafotécnicas por parte de magistrados de forma a auxiliar no esclarecimento de dúvidas e questões no que toca a lançamentos caligráficos, os quais são questionados em esfera judicial.

Para isso eles contam com os peritos grafotécnicos, que são profissionais altamente qualificados em documentoscopia e grafotécnica, que atuam de forma objetiva, imparcial, profissional, conclusiva e inequívoca, o que permite que seus laudos periciais sejam levados em conta para resolução de uma sentença.

Grafoscopia o que é

Grafoscopia: Subdivisões da grafotécnica

Dentro da grafotécnica, ou grafoscopia, destacam-se duas subdivisões. São elas a grafopatologia e a plassofenia. A primeira estuda as modificações da escrita causadas por doenças, e a segunda estuda as modificações introduzidas num documento.

Para os peritos chegarem a uma conclusão são efetuados exames grafotécnicos, onde são examinados os documentos na íntegra (primeiramente para verificar o seu estado de conservação), assim como as dobras no documento (para saber se ele foi dobrado antes ou depois de escrito).

Posteriormente é analisada a morfologia, ou seja, a forma gráfica. Aqui atenta-se aos movimentos, dinamismo, e forças usadas quando se escreveu o documento, assim como os hábitos de escrita (regularidades), de forma a identificar a autenticidade do documento.

No laudo pericial, além da conclusão do perito, deve constar fotografias, microfotografias, entre outros anexos, de forma a corroborar das respostas dadas às quesitações formuladas. No laudo, o perito deve ser objetivo e conciso, de forma a que não deixe dúvidas acerca das suas conclusões.

Pela enorme importância no âmbito judicial, o laudo nunca pode ser concluído apenas com base na semelhança do desenho das letras. Isso porque o desenho é facilmente falsificado. O importante é a análise da morfodinâmica, ou seja, dos movimentos e forças usadas quando se escreveu o documento, texto, ou assinatura.

Grafoscopia e Grafologia

Para finalizar, devo ainda realçar que não se pode confundir os conceitos de grafoscopia e grafologia. A primeira diz respeito a uma ciência forense com objetivo de auxiliar a justiça, que fornece provas técnicas, concretas e objetivas, da falsidade ou autenticidade dos documentos apresentados.

Já a grafologia usa os escritos para desvendar a psicologia humana. Ou seja, eles analisam a forma de escrever para analisar a personalidade da pessoa que escreveu.

Se está buscando por uma análise grafotécnica e não sabe onde encontrar, contate pelos telefones (17) 3021-9200 ou (17) 99712-6600, ou através do formulário fornecido no site da NERO Perícias.

Contamos com a melhor equipe de peritos grafotécnicos do país, com elevadas qualificações científicas e pessoais, que fazem deles altamente capazes e eficientes.


Mais notícias...